Tratamento acústico, assim como a poluição sonora, é fruto do progresso

por / quarta-feira, 03 maio 2017 / Publicado em Projeto isolação acústica, tratamento acustico

Evolução da sociedade causou a poluição acústica e disso se originou a necessidade de fazer tratamento acústico nos mais diversos ambientes.

O ser humano marcou e moldou o ambiente natural transformando-o para satisfazer suas necessidades. Foi buscando esse objetivo que se desenvolveram as cidades e surgiram as principais invenções.

Enquanto na Idade Média o artesanato era a forma de produzir mais utilizada, na Idade Moderna tudo começou a mudar. O crescimento populacional e a necessidade de automatizar sistemas para produzir mercadorias de forma mais acelerada e com menos custos, impulsionaram o surgimento da Revolução Industrial, um conjunto de mudanças que aconteceram na Europa nos séculos XVIII e XIX. Esta transformação incluiu a transição de métodos de produção artesanais para a produção por máquinas.

revolução industrial

Foi a partir desse momento que o mundo começou a experimentar um processo de desenvolvimento industrial que se intensificou a partir do início do século XX, motivado principalmente a partir da 1ª Guerra Mundial. É nesta época que surgem os primeiros automóveis e aviões, por exemplo.

A partir de então, a evolução urbana experimentada pelo mundo trouxe diferentes implicações para a saúde das populações, e uma delas foi a poluição sonora, principalmente nos grandes metrópoles.

Hoje, diversas fontes de ruído afetam nosso cotidiano, entre elas o tráfego rodoviário, ferroviário e aéreo, a indústria, a construção, trabalhos externos e, até mesmo, a própria vizinhança. O ruído ocupa o terceiro lugar no ranking de problemas ambientais que mais afetam a saúde, depois da poluição do ar e da água segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS)

Ainda de acordo com a OMS, o ruído pode causar um conjunto de problemas para a saúde como: surdez, distúrbios do sono, efeitos cardiovasculares e outros. Além disso, o barulho excessivo provoca dificuldades de comunicação e concentração, prejudicando os desempenhos no trabalho, na escola e também os momentos de descanso, fundamentais para a restauração física e mental do corpo.

Poluição sonora exige tratamento acústico

Com uma maior conscientização da população em relação aos problemas causados pela poluição sonora, identificada facilmente no aumento das reclamações e das ações na justiça, a própria sociedade passa a exigir soluções.

Para corrigir os problemas decorrentes do barulho excessivo, pesquisadores, empresas e administradores públicos e organizações do mundo todo estão sempre buscando novas técnicas e materiais com objetivo de minimizar a propagação de ruídos.

As principais normas relacionadas à acústica são a 10151 e a 10152, criadas para regulamentar a produção de ruído e sua interferência na vida da população.

A NBR 10.151 trata sobre a avaliação do ruído em áreas habitadas. Visando o conforto da comunidade, essa norma fixa as condições exigíveis para a avaliação da aceitabilidade do ruído em comunidades. Já a NBR 10.152 trata dos níveis de ruídos para conforto acústico, estabelecendo os limites máximos em decibéis a serem adotados em determinados locais.

controle de ruido industrial

A tabela 1 da NBR 10.151 define limites para emissão de sons durante o dia e a noite em relação a seis tipos de ambientes externos: sítios e fazendas, área estritamente residencial urbana ou de hospitais ou de escolas, áreas mistas, predominantemente residenciais, com vocação comercial e administrativa, recreacional ou predominantemente industrial.

O limite mais alto permitido é de 70 decibéis em áreas industriais, durante o dia. Já os menores limites permitidos devem ser respeitados em áreas de sítios e fazendas, durante a noite: 35 decibéis.

A norma NR 10.151 tem os seguintes objetivos ligados à execução do tratamento acústico:

  • Fixar as condições para avaliação de um ruído considerado aceitável em comunidades
  • Especificar os métodos para mensuração de um som/ ruído e as devidas correções nos níveis medidos, levando em consideração vários fatores

“Todo projeto de tratamento acústico deve ser planejado de acordo com características e necessidades específicas e contemplar soluções que façam a diferença em relação à redução e tratamento do ruído para, dessa forma, proporcionar melhores condições de saúde, seja em casa, em espaços de lazer ou no ambiente de trabalho”, comenta Claudecir Silva, diretor da Amplitude Acústica.

Os cuidados e medidas reparadoras para diminuir a poluição sonora devem ser colocados em prática em todos momentos da nossa vida.

Deixe uma resposta

TOP