Revestimentos acústicos “corrigem” os efeitos do som e proporcionam conforto acústico

por / quinta-feira, 16 fevereiro 2017 / Publicado em Espuma acústica, Lã de rocha, Lã de vidro, Revestimento acústico

Os revestimentos acústicos são materiais utilizados tanto para amenizar ruídos estruturais quanto para absorver e tratar o som proporcionando conforto acústico.

Reverberação é um efeito sonoro gerado por ondas sonoras quando estas são refletidas de forma reiterativa fazendo com que não se entenda o que é dito, cantado e tocado em um ambiente. A reverberação pode causar riscos para a saúde como dores de cabeça e até perda auditiva. O eco, por sua vez, é um fenômeno físico causado pela reflexão do som que ocorre quando as ondas sonoras encontram superfícies duras e lisas. A diferença da reverberação para o eco é que este pode ser compreendido. Na reverberação, não há como distinguir o que é ouvido.

A palavra chave para reduzir o eco em ambientes é “absorção sonora”. Para diminuir a reverberação, o forro é um dos lugares mais indicados, mas também paredes e pisos.

Atuando no controle da reverberação, causada pela reflexão de ondas sonoras sobre as superfícies diferentes tipos de revestimentos acústicos são usados para melhorar a acústica. Os materiais absorventes sonoros corrigem o tempo de reverberação, reduzem o nível de ruído ambiente e eliminam ecos e ressonâncias.

Entre os principais produtos usados como revestimento acústico estão as mantas feitas de materiais leves e porosos como a lã de vidro, lã de rocha e espuma de poliuretano, todas com grande poder de absorção de ondas sonoras. Outros materiais normalmente utilizados são os painéis de madeira laminada e as borrachas sintéticas

Existem diferentes soluções de revestimento acústico

A escolha do produto ideal para cada ambiente e necessidade deve ser feita com base em um projeto acústico por um profissional especializado. Para isso, é preciso calcular o o montante de absorção necessário.

Lã de vidro

É um aglomerado composto de sílica, vitrificantes, carbonatos e sulfatos que proporcionam uma grande capacidade de absorção acústica. A lã de vidro é normalmente aplicada em forros, no interior de paredes de drywall e em contrapisos acústicos.

Lã de rocha

A lã de rocha é obtida a partir da fusão de rochas basálticas com outros minerais, resinas orgânicas e óleos impermeabilizantes. Mais densa do que a lã de vidro, também é utilizada no miolo de divisórias e alvenarias, sobre forros e em coberturas.

Espuma acústica

É o absorvedor sonoro usado mais usado para adequar a reverberação do som, minimizar o barulho indesejável e aprimorar o conforto acústico de um ambiente. Composta à base de poliuretano poliéster flexível auto extinguível, a espuma acústica é também um produto anti chama.

Além dos materiais mais “profissionais”, algumas soluções caseiras contribuem para a absorção sonora e revestimento acústico como ecidos grossos, cortinas de veludo, tapetes, móveis e objetos de madeira.

Locais de instalação dos revestimentos acústicos

Materiais de revestimento acústico são indicados principalmente, em ambientes amplos, como halls e auditórios, mas também são importantes em qualquer tipo de espaço que favoreça a propagação horizontal de ruídos como indústrias, igrejas, instituições de ensino, consultórios, danceterias, call centers, restaurantes, shopping centers, lojas e até residências.

Deixe uma resposta

TOP