Entenda como o tratamento acústico pode contribuir para saúde No ratings yet.

por / segunda-feira, 15 abril 2013 / Publicado em Isolamento acústico, Tratamentos acústicos

Além de diminuir poluição sonora, o tratamento acústico diminui o stress e faz bem para saúde.

Segundo a OMS2 o som é um agente físico resultante da vibração das moléculas do ar, transmitindo-se em ondas longitudinais.

Essa energia produzida é captada pela nossa orelha e transformada em impulso nervoso sendo transmitida pelo sistema nervoso e transformada em percepção auditiva.

Ainda segundo a OMS o limite tolerável ao ouvido humano é de 65 dB(A) e o som emitido acima desta intensidade pode provocar alterações não só auditivas mas sistêmicas.

Tratamento acústico

As alterações sistêmicas encontradas podem ser desde alterações do sistema nervoso, passando por distúrbios do aparelho digestivo e cardiorespiratório, até alterações sensitivas como dificuldade de acomodação visual. Um dos fatores que atualmente recebe importância no rol dos distúrbios provocados pelo ruído é o da perturbação da saúde mental.

O que se observa atualmente é que há normas de tratamento acústico que determinam a avaliação do ruído em áreas habitadas visando o conforto da comunidade enunciando o devido procedimento com respaldo da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

A Norma NBR 10151 da ABNT em sua Tabela 1, determina valores mínimos de intensidade sonora nos principais tipos de áreas conforme a descrição a seguir:

Tipos de Áreas Diurnos Noturno

Tipos de áreas Diurno Noturno
Áreas de sítios e fazendas 40 35
Área estritamente residencial urbana, ou de    hospitais ou de escolas 50 45
Áreas mistas predominantemente residenciais 55 50
Áreas mistas com vocação comercial e    administrativa 60 55
Áreas mistas com vocação recreacional 65 55
Áreas predominantemente industriais 70 60

Please rate this

Deixe uma resposta

TOP