NBR 15.575 ressalta a importância do isolamento acústico em prédios residenciais

por / quarta-feira, 06 novembro 2013 / Publicado em Isolamento acústico

Nos últimos anos, as construtoras vêm recebendo reclamações de clientes por problemas de ruídos o que dá maior importância a projetos de revestimento e isolamento acústico para prédios residenciais.

Com a entrada em vigor da Norma sobre Desempenho nas Edificações Residenciais (NBR 15.575) desde julho, a qual determina os níveis de ruído máximo que podem passar entre os imóveis, muitas empresas já começaram a buscar soluções para melhorar o conforto acústico. A parir de agora, os projetos de empreendimentos residenciais que forem submetidos devem tomar ainda mais cuidados com o isolamento acústico e seguir regras mais rígidas com o objetivo de oferecer mais conforto e segurança aos moradores.

Isolamento acústico para apartamento
Paredes que isolam o calor e pisos que não permitem que o ruído do apartamento do andar de cima chegue ao de baixo são alguns dos requisitos das novas moradias.

A coordenadora técnica Geórgia Grace Bernardes comemora a publicação da regulamentação das regras. Ela própria participou do estudo, que reuniu representantes de bancos, governo federal, arquitetos, engenheiros, construtoras, incorporadoras e indústria de materiais da construção.

Confira os níveis de ruído permitidos pela norma 15.575/2013:

-Conversas

Entre as paredes de apartamentos vizinhos, o isolamento acústico deve ser de 45 decibéis. Ou seja, a pessoa não pode entender o que o morador ao lado fala.

-Saltos

Os moradores de um apartamento inferior não poderão ouvir os ruídos de sapatos do andar superior.

-Descarga

Os vizinhos não podem escutar quando outro morador acionar a descarga do banheiro.

-Corredores

Em paredes-cegas (sem portas) de salas e cozinhas entre uma unidade habitacional e áreas comuns como corredores e escadas, o som não pode ultrapassar 39 decibéis.

-Áreas de lazer

Em paredes-cegas entre uma unidade habitacional e áreas comuns de permanência de pessoas, atividades de lazer e atividades esportivas, além de cozinhas e lavanderias coletivas, o som não poderá ultrapassar 54 decibéis.

 

Deixe uma resposta

TOP