Como lidar com vizinhos barulhentos

por / quinta-feira, 18 fevereiro 2016 / Publicado em Isolamento acústico, Tratamentos acústicos

Projetos de construções devem inserir impactos positivos e grande destaque no conforto acústico das edificações habitacionais.

Ter vizinhos barulhentos é (quase sempre) um problema. Em especial quando se mora em apartamento. São festas com música alta, crianças chorando, móveis sendo arrastados e latidos de cachorro atrapalhando o seu sossego. Os conflitos que têm como causa à barulheira dos vizinhos são a segunda queixa mais comum em condomínios, atrás apenas da falta de pagamento de taxas.

Quando a política da boa vizinhança já não basta e as reclamações na portaria são insuficientes, chega a hora de apelar para instâncias maiores.

De acordo com o artigo 42 da Lei Federal das Contravenções Penais (Lei nº 3.688, de 3 de outubro de 1941), qualquer cidadão brasileiro está sujeito a multa, ou reclusão de quinze dias a três meses, ao perturbar o sossego alheio com gritaria e algazarra, por exercer profissão incômoda ou ruidosa, abusar de instrumentos sonoros e provocar o barulho animal.

Os edifícios são obrigadas a atender a certos requisitos técnicos, mas que nem sempre eles são suficientes para isolar o barulho. Paredes, lajes e pisos de espessuras cada vez mais finas, assim como o uso de janelas comuns, são os principais responsáveis pelo desconforto.

noisy_neighbours

Alguns novos prédios, preocupados com o isolamento acústico dos apartamentos, tem utilizado deste benefício como diferencial, mas, na realidade, essa é uma das determinações da norma de desempenho de edificações habitacionais (NBR 15.575), que está em vigor desde o dia 19 de julho de 2013 e prevê, entre outras especificações, o conforto acústico como pré-requisito em construções.

É possível atender necessidades acústicas básicas de casas e apartamentos com soluções simples de drywall ou de alvenaria. Para níveis de desempenho mais elevados, são necessárias soluções mais sofisticadas, como paredes de alvenaria duplas, sistemas duplos de drywall ou sistemas mistos de alvenaria e drywall. 

A lã de rocha é excelente para isolamento térmico e acústico, e ainda é incombustível, não causa dano e é duradouro. A lã de rocha pode ser aplicada sob coberturas, sobre forros vazados, sobre forros falsos, entre telhas metálicas, entre alvenarias e entre divisórias.

A lã de vidro também é indicada para isolamento térmico. É caracterizada por baixa condutibilidade térmica e alto índice de absorção acústica, podendo ser utilizada na construção civil e em indústrias.

Um bom isolamento acústico proporciona maior conforto acústico nos ambientes internos, melhorando o conforto ambiental de edifícios, o que é um fator que colabora na sustentabilidade de projetos arquitetônicos.

Quando o diálogo com o vizinho não dá resultado, é possível recorrer a revestimentos e acessórios para “blindar” seu apartamento, tais como o isolamento acústico e o revestimento acústico, ambos serviços realizados pela Amplitude Acústica.

Deixe uma resposta

TOP