As principais fontes de poluição sonora

por / quinta-feira, 19 novembro 2015 / Publicado em Sem categoria, Variedades

A vida moderna, ao mesmo tempo em que produz, também está exposta a uma série de poluições, como as visuais, ambientais e até as sonoras. Poluição sonora é todo o barulho que ultrapassa o desconforto acústico, causando danos à saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o tolerável para o ouvido humano são os sons até 64 decibéis. Após esse nível, o organismo sofre estresse, que pode gerar outros problemas de saúde.

Mas quais são os principais poluidores sonoros?

Trânsito
Nos grandes centros urbanos, a média por família é de mais de um carro. Além dos particulares, somam-se os transportes públicos, como os ônibus, e o resultado é o trânsito caótico, principalmente nos horários de pico, que concentram um maior número de pessoas e veículos nas ruas. Os níveis de barulho nessas situações podem variar de 80 a 90 decibéis, e exposição diária a eles causa danos à saúde e bem-estar das pessoas.

city-572071_1920
Aeroportos
Apesar de não ser a realidade do Brasil, todo aeroporto deveria ser construído em regiões afastadas, não somente pela segurança, como também pelos níveis de barulho que eles produzem e que, sem dúvida, afetam a vida de quem vive nas redondezas. Se uma única turbina de avião emite 140 decibéis quando em atividade, o que já ultrapassa o limite sonoro tolerável, os níveis produzidos simultaneamente, com aterrissagens e decolagens de diversos aviões, são extremamente prejudiciais à saúde.

aircraft-655508_1280
Construções
Construções, sejam elas de prédios, ou até mesmo obras nas avenidas, são comuns no dia a dia das cidades e apenas permitidas durante horário comercial. Mas essa restrição não quer dizer que elas não sejam prejudiciais. O grande problema é que estas atividades emitem barulhos que chegam a 120 decibéis, e influenciam no nível de stress e capacidade de concentração durante o dia de trabalho.

construction-287867_1920

Todas essas fontes de poluição sonora influenciam diretamente na qualidade de vida da população, que se expõe, direta ou indiretamente, a essas situações em diversas situações durante o dia. Por essa razão, medidas particulares e coletivas devem ser tomadas para minimizar os danos causados pelo excesso de barulho, como o isolamento acústico em prédios comerciais, nos terminais de aeroportos, além do uso de protetores auriculares para os funcionários que trabalham expostos ao excesso de barulho, entre outras.

Deixe uma resposta

TOP