A importância do isolamento acústico nas casas noturnas

por / sexta-feira, 11 setembro 2015 / Publicado em Sem categoria

Para funcionar até tarde e manter o faturamento, bares e boates devem investir em projetos de isolamento acústico.

Viver nas grandes cidades significa estar cercado de barulhos. Seja em condomínios, no trabalho e até mesmo nas ruas, a poluição sonora prejudica a concentração, atrapalha o descanso e rouba noites de sono de muita gente.

Dentre as principais reclamações, as de estabelecimentos noturnos ganham destaque.  Já falamos aqui no blog sobre a importância da acústica desses locais para o conforto dos clientes, mas é importante frisar que, além deles, também é preciso preservar o sossego da vizinhança.

A Lei do Silêncio para bares e restaurantes

De acordo com o artigo 42 da lei federal nº 3688, de 23 de outubro de 1941, o sossego está assegurado, mas muitas cidades adotam programas de silêncio urbano a fim de cumprir o que manda a legislação.

Em São Paulo, por exebar-872161_1280mplo, existe o Programa de Silêncio Urbano, da Prefeitura. O PSIU vistoria bares, boates, templos religiosos, restaurantes, indústrias e obras e aplica sanções de acordo com o horário e o ruído. Para os estabelecimentos que permanecem em funcionamento após 1 hora da manhã, é obrigatório o isolamento acústico.

Já em Curitiba, a lei que regula o silêncio permite ruídos de até 45db durante a noite, que compreende o período das 22h às 7h. Quando realizadas, as medições acontecem a 5 metros de distância do local e as multas são equivalentes ao limite ultrapassado.

A movimentação de pessoas por si só já representa uma produção excessiva de barulho, como no caso dos restaurantes, mas são as boates e casas noturnas que, por terem música alta, precisam tomar mais cuidado com a acústica de seus ambientes. Para esses estabelecimentos, o investimento em um isolamento acústico é necessário para manter os clientes e assegurar o faturamento, já que fechar as portas no início da madrugada representa grandes prejuízos.

Adequar esses locais não significa comprometer a estética do estabelecimento. Esses projetos contam com um sistema isolante interno, aplicado nas paredes, forros, pisos e tubulações, que funciona como uma barreira de ruídos de dentro para fora. A lã de vidro é um dos elementos que garante o isolamento e, além dela, é importante contar com portas acústicas, que podem ser feitas em madeira, se forem usadas dentro dos estabelecimentos, ou metal, para uso externo.

 

Deixe uma resposta

TOP